Lançamento da Campanha Agrária 2012/13 com Novo Modelo Versão para impressão
sexciaprcampanha1213

O Governo de Moçambique, através do Ministério da Agricultura, introduziu a partir da presente campanha 2012/2013, um novo modelo de reconhecimento dos que se destacaram na realização e empenho na produção de alimentos e transferência de tecnologia agrárias aos produtores.

 

Durante as cerimónias centrais de lançamento da campanha agrária 2012/13, presididas por Sua Excelência, Presidente da República, Armando Emílio Guebuza, foram premiados o Melhor Produtor Nacional e o Melhor Técnico de Extensão que se destacaram na campanha 2011/12. Foram igualmente premiados nas duas categorias o 2º e 3º classificados, cuja iniciativa teve a sua réplica ao nível provincial.

 

O primeiro classificado na categoria de melhor produtor nacional, recebeu do Presidente da República, um prémio constituído por um tractor marca MF com a respectiva charrua, uma motobomba, um cheque no valor de 500 mil meticais, direito de participar no Conselho Coordenador do Ministério da Agricultura em 2013, um diploma e um símbolo constituído por um cajado escolhido pelo Conselho Consultivo do MINAG para representar o melhor produtor e com características rotativa durante as campanhas, este prémio coube ao produtor da Província de Nampula. O 2º classificado recebeu um prémio do Ministro da Agricultura, constituído por uma multicultuvadora com atrelado, uma motobomba, um cheque no valor de 200 mil meticais e um diploma e o premiado foi o agricultor da Província de Gaza. O 3º classificado recebeu da Governadora de Nampula, um cheque no valor de 150 mil meticais, uma motobomba e um diploma e foi para o produtor da Província de Manica.

 

Na categoria de melhor extensionista, o prémio foi constituído por uma motorizada marca Honda XL, um computador portátil, uma máquina fotográfica profissional, um cheque no valor de 100 mil meticais e um diploma, direito de participar no Conselho Coordenador do MINAG em 2013, este prémio foi para o extensionista de Gaza. O 2º classificado recebeu uma motorizada, um cheque no valor de 50 mil meticais e um diploma. O 3º e último classificado recebeu uma motorizada, um cheque no valor de 30 mil meticais e um diploma de reconhecimento

 

A chegada ao povoado de Metocheria, Localidade de Nacocolo, Distrito de Monapo, Sua Excelência Presidente da República foi recebido com canções e danças que criaram um ambiente de festa, tendo percorrido demoradamente em saudação a população de Metocheria. De seguida cumpriu-se com o plantio de árvores de fruta e visita a exposição de produtos que representaram o potencial agrário, nomeadamente:

variedades de produtos, resultados de investimentos do sector agrário e muitas iniciativas de agro-processamento de todos os Distritos da Província de Nampula.

 

No discurso à Nação alusivo ao lançamento oficial da Campanha Agrária 2012/2013, o Presidente da República endereçou uma mensagem de felicitação à família do sector agrário, por um lado por estar a assumir, com responsabilidade, perseverança e determinação, a nobre missão de combater a fome e a pobreza, através da produção de alimentos, tendo em vista o alcance da segurança alimentar e nutricional, como também através de outros produtos agrários que contribuem para o aumento da renda familiar e das receitas do Estado.

 

No seu discurso, Sua Excelência Presidente da República, destacou os avanços registados da campanha agrária 2010/2011 para a de 2011/2012, cuja produção global de culturas alimentares passou de 14,3 para 14,7 milhões de toneladas de produtos diversos e em resultado deste empenho colectivo, o país passou a ser excedentário nas principais culturas que formam a cesta básica, nomeadamente: o milho, a mandioca e os feijões.

 

No domínio das culturas de rendimento, o algodão passou de 70,6 para 85 mil toneladas, a cana-de-açucar de 3,4 para 3,9 milhões de toneladas, a banana de 341 para 359 mil toneladas e os citrinos de 36 para 49 mil toneladas. Na componente pecuária os efectivos evoluíram de 1,3 para 1,4 milhões de efectivos, de 5,3 para 5,6 milhões de caprinos e de 18 para 27,4 milhões de galinhas, que constitui um crescimento de 11 mil para 21 mil toneladas de carne, de 860 para um milhão de litros de leite e de 2,2 para 3 milhões de dúzias de ovos de consumo respectivamente.

 

O Presidente da República, referiu também que na perspectiva de criação de um ambiente favorável ao desenvolvimento da cadeia de produção agrária e de valor o Governo aprovou um quadro de políticas como a Estratégia de Irrigação, o Programa de Fortalecimento tendo exortado a entrega de todos ao longo da campanha 2012/13 na participação e operacionalização deste quadro de políticas, tendo em vista assegurar um crescimento em 9,1% da produção global, correspondente a 15 milhões de toneladas de culturas alimentares e de 14,3% de culturas de rendimento.

 

O Presidente da República, sublinhou que para assegurar o desempenho da presente campanha agrária o Governo vai assegurar a contratação de 387 extensionistas de modo a atingir um total de 1.384 extensionistas em todo o País um número que se aproxima as necessidades reais em termos de cobertura dos serviços de extensão. Por outro lado, o Governo vai disponibilizar sementes de cereais, leguminosas e oleaginosas de qualidade, a melhoria da capacidade de preparação da terra através da dispinibilização de mais maquinaria, animais para tracção animal e respectivos implementos, prevenção de pragas e doenças e o aproveitamento integral e sustentável dos sistemas de irrigação.

A terminar, o Presidente da República, exortou a todos os agricultores do país inteiro a realizarem sementeiras com variedades apropriadas, devem também reforçar a vigilância epidemiológica, a pulverização dos cajueiros, a necessidade de diversificarem as formas de captação e conservação da água para a rega e não menos importante, a promoção da criação de florestas comunitárias e a reposição das espécies abatidas.