Seminário Nacional da Metodologia da Escola na Machamba do Camponês Versão para impressão

emc01No âmbito da implemerntação do Plano Director de Extensão Agrária, a DNEA pretende expandir a escala nacional a metodologia de Escola na Machamba do Camponês (EMCs) como uma das formas participativas de disseminação e promoção de tecnologias aos produtores. Esta metodologia está a ser implementada por parceiros como é o caso da FAO, Fundação Agha Khan, CARE Moçambique e ACID/VOCA. Havendo a necessidade de harmonizar as metodologias na implementação desta abordagem com as instituições parceiras, realiza-se o primeiro seminário do género na Cidade da Beira entre os dias 30 e 31 de Julho de 2015 com objectivo de avaliar o estágio da implementação e mecanismos de operacionalização pelos diferentes parceiros em Moçambique, bem como partilha de experiências.

 

Desta reunião esperam-se os seguintes resultados:

  • Partilhada informação relevante sobre a implementação da EMC pelos diferentes actores;
  • Harmonizados os mecanismos de interevenção técnica e metodológica ligado á EMC;
  • Partilhados os desafios que afectam o desenvolvimento da metodologia;
  • Produzidas orientações metodologicas sobre a implementação da EMCs em Moçambique.

Esperam que participem cerca de 70 pessoas entre técnicos, facilitadores de EMC, técnicos da DNEA, instituições tuteladas do MASA e parceiros de desenvolvimento.