Parceiros da Cadeia de Produção da Banana discutem a Problemática da Doença do Mal de Panama Versão para impressão

Instituto de Investigação Agrária de Moçambique em colaboração com a Direção Nacional de Agricultura e Silvicultura Reunem Parceiros da Cadeia de Produção da Banana sobre a doença do Mal de Panamá na Banana em Moçambique no Hotel VIP em Maputo no dia 13 de Agosto de 2015

mal de panama

A Plataforma de Investigação Agrária e Inovação Tecnológica (PIAIT), coordenada pelo Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM) em colaboração com a Direção Nacional de Agricultura e Silvicultura, Ministerio da Agricultura e Segurança Alimentar, está a organizar uma reunião de Consciencialização sobre a doença do Mal do Panamá na banana, envolvendo todos os parceiros envolvidos na cadeia de produção da banana no país. A reunião vai realizar-se no Hotel VIP em Maputo no dia 13 de Agosto de 2015.

 

 

 

Esta reunião vai debruçar-se sobre os seguintes aspectos:

a) O que é a doença do Mal do Panamá na banana (Foc TR4) e sua distribuição no mundo;

b) Informação sobre o Projecto sobre contenção do FoC TR4 em Moçambique e resultados da reunião do seu lançamento;

c) Actividades realizadas até ao momento no âmbito do Programa de contenção/mitigação da doença do mal de panamá na banana ;

d) Situação da doença nas empresas afectadas no país;

e) Partilha de experiências sobre boas práticas de maneio e controlo da doença em alguns países afectados;

f) Medidas de prevenção e mitigação a serem tomadas.bananapendurada

 

JUSTIFICAÇÃO

 

Moçambique identificou pela primeira vez em 2013 na Empresa Matanuska na província de Nampula, a doença do Mal de Panamá na banana (Foc TR4). Posteriormente a doença foi também identificada na empresa Jacaranda na mesma província em 2014. De referir que esta doença nunca havia sido identificada em África. A doença foi descoberta pela primeira vez na Malásia e na Indonésia, em plantações de empresas multi-nacionais de exportação de banana que haviam ampliado a sua produção para esses países. As plantações infectadas foram logo destruídas, mas o fungo permaneceu no local e rapidamente se espalhou nos dois países, atacando outras variedades locais produzidas por pequenos produtores.

Em 1997, a doença do mal do panamá, Foc TR4 foi relatada no Norte da Austrália atacando também variedades Cavendish e em 2008 foi oficialmente reportado nas Filipinas e em Taiwan, na China.

Trata-se de uma doença causada por um fungo denominado Fusarium Oxysporium f.sp.cubense (Foc TR4) que tem causado perdas significativas para a produção de Cavendish em todos os países asiáticos em que ocorre. Devido a doença, a empresa Matanuska já perdeu até ao momento mais de 172 ha de produção de banana, 11% do total dos 1550 ha plantados. Para controlar o actual surto da doença da bananeira na provncia de Nampula e para garantir as exportações de banana, geração de renda para os agricultores e a segurança alimentar das famílias é necessário implementar uma série de intervenções´envolvendo diferentes intervenientes.

É nesta perspectiva que o Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar aprovou o Projeto para Contenção da doença do Mal do Panamá no País, particularmente para a província de Nampula, sob financiamento e assistência técnica da FAO, com a duração de uma ano, visando essencialmente:

1) capacitar o quadro técnico nacional na identificação e diagnóstico da doença;

2) sensibilizar os produtores da banana e a sociedade em geral sobre a ocorrência da doença no país;

3) determinar a distribuição da doença no país; e 4) implementar medidas de contenção nas áreas afetadas.

Esta reunião será principalmente para a sensibilização tanto sobre o problema do Mal do Panamá, bem como sobre as estratégias de mitigação. Além de trazer à luz informações sobre o assunto, a reunião também irá discutir o assunto num formato orientado a produção de soluções para que os participantes possam conhecer e concordar nas medidas a serem tomadas em Moçambique para a prevenção e mitigação deste problema.

Para esclarecer a questão, as apresentações darão uma visão geral do problema, suas causas, consequências e medidas de mitigação será dada.

 

PARTICIPANTES À REUNIÃO

 

Espera-se que tomem parte nesta reunião cerca de 50 participantes provenientes de diferentes instituições nacionais e internacionais, parceiros de cooperação, sector privado, CTA, técnicos do MASA (DNSA, DPA´s, IIAM, CEPAGRI, IPEX), UNAC, empresas produtoras de banana, produtores de banana do Centro e Sul do país, Universidade sul-africana de Stellemboch , especialista na gestão do FOC TR4 das Filipinas, FAEF/UEM, Rede International de investigação na banana para a África Austral e Oriental (Barnesa), consultores nacionais e internacionais do projecto da banana, FAO entre outros.

 

RESULTADOS PRETENDIDOS COM A REUNIÃO

 

Com este encontro, pretende-se:

  • Assegurar que os principais actores da cadeia de valor da banana em Moçambique estejam cientes sobre o que é a doença do Mal do Panamá e o perigo de contaminação que novas áreas correm bem como o risco da perda de produção e de mercados da banana.
  • Dar a conhecer e discutir as medidas em curso e/ou a ser implementadas para evitar a contaminação das zonas livres, nomeadamente Centro e Sul do país.
  • Definir uma estratégia de acção para a implementação de uma agenda multisectorial de mitigação e controlo da Doença do Panamá na cultura da Banana em Moçambique